BRASA, a dream into a reality

During club rush, there were several booths along El Prado. Students of every standing were getting information from new clubs and revisited those that played a unique role in their life the previous year. One of these booths was highlighted with green. This was BRASA. 

BRASA is the newly formed Brazilian Student Association founded by several members of the Southeastern University’s (SEU) tennis team. The president and treasurer of the association, Felipe B., (junior), and Priscila B., (sophomore) proudly shared their vision and origin of the club.

Felipe, who is double majoring in International Business and Finance, remembers how he discovered SEU. A friend and tennis partner who attended Southeastern shared the positive environment and experiences he felt while on campus. Soon, Felipe was offered a scholarship. 

Priscila, also a double major in International Business and Legal Studies, had a similar experience. But, unlike Felipe, her first visit a year later in 2017 was with a group of Brazilian tennis players. “We visited twenty [universities], and Southeastern was one of them, and I really loved it. That was the day I met the coach.” The following year, she enrolled.

Before coming to the school, both individuals only knew one or two Brazilians through friends or contact through the coach. Once tennis practice started, they met five other students from their home country. Neither knew that as many as thirty Brazilian students were attending the school. 

Their first night, week, and month on campus were not comfortable. Unlike many students, several of our international students are not only transitioning to college but also a new culture. Regardless of the first couple nights crying and feeling too far from home, “we’re living a dream.” In Brazil, students must choose to continue sports or get a degree. But, here, the BRASA executive team can pursue both.  

Throughout their months in the United States and on campus, the most significant cultural change is the way people interacted with others. In Brazil, it is normal to greet a person with a hug or kiss on the cheek. The conversation space is typically closer compared to the United States. Here, this is not a ‘normal’ interaction. The two must continually remind themselves about the American culture. 

Between feeling too far from home in an unknown culture and country, this is where BRASA comes in. Felipe said, “We can learn together, live in another culture together, show others how our culture is, and connect people, especially here. We [Brazilians] are here in a different country.” The first thought in Felipe’s mind was, we have a lot of Brazilians so, why not make an association.   In this way, BRASA will be a place to “speak Portuguese or spend time together eating Brazilian food, talking, or listening to music if you’re homesick. I think it’s going to be really good for all of us. Here, it’s amazing to see that here we have a club with the Brazilian flag to show others a bit of ourselves and our country,” said Priscila. 

BRASA at SEU will educate students about Brazilian culture, suggest places to visit, showcase workshops, learn Portuguese, share food like pao de queijo and brigadeiro as well as develop professional skills by attending events. Members of the executive board have been attending different conferences to learn more about bettering the chapter on campus. In October, two members, including Felipe and Pedro, the vice president, will be attending the annual BRASA summit in Boston. They will be hearing from managers and leaders from Brazil such as Claudia Sender, LATAM Brazil CEO and the first woman to lead a Brazilian airline. 

Now, BRASA will be a place for people to learn and a haven for those who are homesick. When incoming students from Brazil are coming to Southeastern University, there will be an entire association welcoming them to their new home away from home. 

BRASA wants to teach others that Brazil is more than Amazonia and Rio de Janeiro. Brazil is home to culture, family, friends, and the start of dreams.

For more information on joining, please email brasaatseu@gmail.com.

Meet the BRASA team for local desserts at the Multicultural Affairs’ Hispanic/Latin Celebration on September 27th (this Friday) at 7pm in Buena Vida Auditorium.

BRASA um sonho se tornando realidade

Translated by Priscila B.

Durante o clube rush, várias barracas estavam presentes ao longo do El Prado. Estudantes diversos estavam recebendo informações de novos clubes e visitando novamentes aqueles nos quais representaram um valor único em suas vidas no ano anterior. Uma dessas barracas estava se destacando em verde. Essa era a BRASA.

BRASA é a mais nova associação de estudantes brasileiros fundadas por vários membros do time de tênis da Southeastern University. O presidente e a tesoureira da associação, Felipe B. (terceiro ano) e Priscila B. ( segundo ano)  dividiram a visão deles e a origem do clube orgulhosos. 

Felipe, quem está cursando em Negócios Internacionais e Finanças, relembra como ouviu falar da SEU. Um amigo e jogador de tênis que cursou na Southeastern University dividiu com ele o clima positivo e as experiências que presenciou no campus. Logo depois disso, uma bolsa de estudo foi oferecida a Felipe.

Priscila, quem está cursando em Negócios Internacionais e Direito, teve uma experiência parecida. Porém, não como Felipe, sua primeira visita à faculdade foi um ano depois, em 2017, com um grupo de tenistas brasileiros. “Nós visitamos vinte (universidades), e a Southeastern foi uma delas, e eu realmente me apaixonei. Aquele foi o dia em que eu conheci o técnico”. No ano seguinte, ela foi aceita na faculdade. 

Antes de virem para a escola, os dois conheciam somente um ou dois brasileiros por contato de amigos ou to técnico. Depois que o treino de tênis começou, eles conheceram mais 5 estudantes de seu país natal. Nenhum dos dois sabiam também que existiam mais de 30 estudantes brasileiros na universidade.

A primeira noite, semana e mês no campus não foram confortáveis para eles. Diferente de alguns estudantes, diversos de nossos estudantes internacionais não estão só transitando para uma nova faculdade, mas sim para uma nova cultura. Independentemente de suas primeiras noites chorando e se sentindo muito longe de casa, “Nós estamos vivendo um sonho”. No Brasil, os estudantes precisam decidir entre continuar com o esporte ou ter um diploma. Mas, aqui, o time executivo da BRASA consegue os dois. 

Através dos meses nos Estados Unidos e no campus, o choque cultural mais significativa é o modo de como as pessoas se interagem com outros. No Brasil, é normal cumprimentar uma pessoa com um abraço ou um beijo na bochecha. Aqui, isso não é uma interação “normal”. Os dois continuam se lembrando da cultura Americana. 

Entre o sentimentos de estar muito longe de casa em um país com uma cultura diferente, é a onde a BRASA vai participar. Felipe disse “ Nós podemos aprender juntos, viver em outra cultura juntos, mostrar aos outros sobre nossa cultura, e conectar pessoas, especialmente daqui. Nós (Brasileiros) estamos juntos em um país diferente”. O primeiro pensamento na mente de Felipe foi que, nós temos muitos brasileiros, então por que não fazer uma associação. Nesse caso, BRASA vai ser um lugar para “falar português ou passar tempo junto comendo comidas típicas do Brasil, conversando ou ouvindo se estiver com saudade de casa. “Eu acho que vai ser muito bom para todos nós. Aqui, é maravilhoso ver que temos um clube com a bandeira do Brasil, para mostrar a todos sobre nossa gente e nosso país”, disse Priscila. 

BRASA at SEU vai educar estudantes sobre a cultura brasileira, sugerir lugares para visitar, sugerir vestuário, aprender Portugues, compartilhar comidas como pão de queijo e brigadeiro, e também amadurecer profissionalmente comparecendo à eventos. Os membros do grupo executivo tem comparecido em conferências distintas para aprender mais e ter mais recursos no campus. Em outubro, dois membros, incluindo Felipe e Pedro, o vice-presidente, vão participar da annual BRASA summit em Boston. Eles vão ouvir de gerentes e líderes do Brasil como Claudia Sender, LATAM Brazil CEO e a primeiro mulher a liderar uma companhia aérea brasileira. 

Agora, BRASA vai ser um lugar para pessoas aprenderem e um paraíso para brasileiros que estão com saudade de casa. Quando estudantes do Brasil vieram para a Southeastern University, terão uma associação inteira os recebendo em sua nova casa longe de casa. 

BRASA quer ensinar a outros que o Brasil é maior do que a Amazônia e o Rio de Janeiro. Brasil é a casa de uma cultura, família, amigos e o começo de sonhos. 

Para mais informações em como participar, mande um email para brasaatseu@gmail.com

Conheça o time da BRASA para sobremesas locais no Multicultural Affairs’ Hispanic/Latin Celebration no dia 27 de Setembro às 19:00 horas no Buena Vida auditório. 

Join the Conversation

2 Comments

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: